Uma mulher chamada Blandina…

Estes dias li sobre uma mulher que viveu no segundo século chamada Blandina. Pouco se sabe da vida dela, como vivia ou o que fazia. O que sabemos com certeza é que ela era cristã. Os cristãos que vivam nas cidades de Lion e Viena, localizadas na Gália, sofreram forte perseguição do império romano. Em pouco tempo as celas estavam abarrotadas de cristãos.

Nos julgamentos eram pedidos aos da fé que negassem seu Senhor e que adorassem aos deuses e a figura do imperador. Os que se negavam eram mortos em todo tipo de sórdida tortura. Se é que existe tortura que não seja sórdida. Entre os muitos mártires, estava Blandina.

Os documentos que restam, falam dela como uma mulher frágil.  Muitos irmãos temiam esta fragilidade física, por que ela seria alvo fácil dos verdugos. Ledo engano: no momento em que foi torturada não negou seu Senhor de tal modo que os verdugos se alternaram nas torturas. E ela se mantendo firme! Quando vários irmãos foram levados circo para morrerem devorados pelas feras, a penduraram num madeiro e em meio as dores ela conseguiu ter forças para encorajar o que iriam ser mortos a manterem-se fiéis a Quem tinhas lhes dado vida. Os outros morreram, mas as feras não a tocaram.

Diante de tanta força, os verdugos a levaram de volta as torturas físicas em frente ao público: a açoitaram, jogaram cães para a morderem, fizeram-na assentar numa chapa de ferro quente. Por fim a amarraram a uma rede e fizeram com que um touro bravo a chifrasse.

Além de estar completamente moída os verdugos e oficiais a obrigavam a negar sua fé. Ela no fio de voz que sobrava dizia que a morte não tinha lugar em sua vida, pois o Senhor havia vencido a morte por ela. As autoridades sem ter o que fazer, mandaram degolar Blandina.

Sei que o retrato exposto aqui é chocante. Torturas extremas, sangue e uma frágil mulher resistindo a tudo e todos em nome do Senhor.

E querem saber… Senti-me envergonhado lendo este relato de Blandina. Olhei para minha vida e fiquei pensando qual o valor que dou ao meu Senhor? Daria minha vida assim?

Olhei para a igreja evangélica brasileira de hoje e pensei: “Será que existem Blandinas?”. Quero crer que sim, mas confesso que olhando a apatia geral me parece que inclusive muitos ao lerem um relato destes acabem desconfiando da veracidade dele.

Principalmente porque um remédio, muito mal receitado inclusive, que as igrejas andam prescrevendo por ai é o caminho da prosperidade e do não sofrimento. Como se isto fosse uma promessa divina. Não é de se estranhar que muitos incrédulos estão do nosso lado e não tem nada de mudanças internas em suas vidas. No máximo mudanças externas, seja no “igrejês” ou no vestuário.

Como seria uma Blandina vivendo nos dias atuais… Acho que no mínimo não se calaria sobre esta vergonha em nome do Senhor que tanto amava e que ela preferiu a morte do que negá-lo. Acredito que ela com toda a firmeza e amor não se calaria diante de tanta forma expúria de viver o Evangelho tão valioso de Cristo. E novamente me envergonho de mim mesmo por reclamar e até mesmo negá-lo com meus gestos e atitudes em vários momentos de minha vida.

Blandina me ensinou que Cristo é a pérola de Grande Valor que o texto de Mateus 13.46:  aquela pérola que fez um negociante vender tudo, pois esta pérola era a razão de se ter perólas! E as outras pérolas perderam todo o brilho: só esta pérola de grande valor é que valeria a pena ter.

Jesus é esta pérola e se você que lê este texto não O entende assim, acho que deveria rever sua fé…

Hoje com Blandina eu comecei a rever a minha: ele é a RAZÂO do meu viver e do meu morrer.

Mais uma vez: obrigado Blandina!

Anúncios

7 comentários em “Uma mulher chamada Blandina…

  1. As Escrituras Sagradas, toda ela é marcada pelo sangue de Cristo Jesus e seu seguidores. Onde não encontramos eco nos falsos guias que superlotam os locais com ajuntamentos de milhares de pessoas segas e sendo conduzidas por guias segos. Se não houver novo nascimento no Espirito, onde irão parar se não no abismo eterno, separados eternamente da Glória de Deus?! Salvação só é compreensível ao homem somente por intermédio de Jesus Cristo

  2. Através de um devocional que estou tendo com meus irmão na igreja, conheci a história de Blandina e fiquei muito mexido com o resultado de sua devoção, pois mesmo sofrendo pelo Pai assim como Jesus sofreu por nós, ela não só abalou aqueles que a açoitavam como abalou as gerações futuras que assim conheceram sua história.

  3. Eu me chamo Blandina e de verdade fiquei chocada com esta história, eu por mais que não frenguente a igreja sempre, eu tenho uma forte ligação a Deus, pois pra mim por independente da situação em que vivemos, Deus esta lá para ajudar, nos confortar. Sempre vejo pessoas que abrem a bíblia só para pedir, a bíblia não e um revista de cosméticos que só abre pra poder pedir, e sim a palavra de Deus são de experança e de amor a Deus. Sei que Blandina viver por ele e eu tbm estou vivendo por ele, pois ele me Deus uma obra e tenho que construí-la. Abraços

  4. sòmente quando o homem tirar r deus do culto externo e colocar dentro de seu próprio coração, alicersando sua conduta nos seus principais ensinamentos de amor e fratenidade, transformando cada vício e defeito em sementeira de virtude poderemos sentir como verdadeiros irmaos de blandina e esperar paz, luz e harmonia entre os filhos do mesmo Deus que tudo criou,senhor dos mundos que não está ali ou acolá mas sim dentro de nós mesmo, bastando apenas humildade e boa vontade para descobri-lo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s